Nitrificação

No aquário, os derivados do nitrogênio são produzidos a partir do alimento fornecido aos peixes , cuja maior parte , já digerida , retorna ao ambiente através dos dejetos.

A principal substância excretada pelos peixes é a uréia ( incolor , atóxica e facilmente solúvel ) sob a ação da flora bacteriana , a uréia converte-se em amônio ( NH4+ ) e dióxido de carbono . Paralelamente , a albumina proveniente da parte não digerida do alimento ( sobras ) e outras substâncias nitrogenadas , como a quitina , depositam-se no substrato ou não sugadas para o interior do filtro.

Bactérias e fungos produzem enzimas que desmembram as moléculas de albumina em outras mais simples , os aminoácidos ; estes são absorvidos pelas bactérias e durante sua decomposição há formação de amônio que entra em dissolução na água.

Uma parte do amônio é imediatamente absorvido pelas plantas aquáticas mas o restante serve de fonte de energia para as bactérias q a transforma em em Nitritos ( NO2-) e estes em Nitratos ( NO3-) , encerrando aí o processo oxidativo dos compostos nitrogenados . Tal processo , denominado nitrificação , consome grande quantidade de oxigênio e só pode ocorrer de maneira satisfatória em ambientes ricos em gás . Para se ter uma idéia do consumo , basta o fato de , em apenas 24 horas , as bactérias utilizarem cerca de 1 grama de oxigênio dissolvido na água para oxidar a mesma massa de alimento seco de alto teor protéico .

A Nitrificação passa a ser um fator de risco para todo o sistema aquático quando a oxidação do amônio e dos nitritos faz baixar a concentração de oxigênio a ponto de comprometer a própria continuidade do processo . A depleção do nível do oxigênio e o acúmulo dos compostos nitrogenados podem matar todos os habitantes do aquário . A situação torna-se crítica quando o nível de oxigênio na água chega a ser menor do q 3.0 mg/l . Neste caso deve-se então suspender o fornecimento de alimentos e ligar temporariamente um aerizador ( compressor de ar ligado a uma mangueirinha com pedra porosa ).

Concentrações de amônio acima de 6.0 mg / l e de Nitritos acima de 7.5 mg / l são tóxicas para peixes e plantas de água doce. Os nitritos tambem são parcialmente aproveitados pelas plantas aquáticas ; a despeito de sua baixa toxidade , em comparação com o amônio e os nitritos , os Nitratos , quando em excesso , podem acarretar danos aos peixes e às plantas.Na verdade , a ação do excesso de nitratos sobre as plantas permanece obscura ; o exame dos tecidos das plantas aquáticas em mau estado costuma revelar uma concentração exagerada de nitratos mas ainda não se sabe se esta é a causa da doença ou se os nitratos não puderam ser metabolizados devido à carência de outros nutrientes , como ferro e molibdênio.

Foi comprovado cientificamente que o Musgo de Java é o melhor controlador de nitritos, baixando bem seus niveis ou até zerando-os.

Fonte: http://www.orkut.com.br/Main#CommMsgs.aspx?cmm=24678836&tid=2549325993735708928

1 comentários:

  1. periódicamente eu visito meus parceiros e comento alguma coisa nos seus blogs.

    hoje a minha visita é em caráter explicativo,

    nos últimos dias eu andei fazendo umas mudanças no visual do Marmanjjus the blog

    dei uma simplificada no layout e limpei alguns ítens que deixavam o blog pesado na hora de carregar,

    em virtude dessa mudança, o meu banner mudou também, então peço que por gentileza, dê uma passada no Marmanjjus the blog clica em parcerias, e copie o novo código,

    e aproveite a promoção de comentários grátis no blog do marmanjjus.

    me faz uma visita e comenta alguma coisa. me diz o que achou do novo visual,